Não é Meu, Mas É tão Eu! – Dark

Toda segunda-feira de manhã que eu acordo com cara de poucos amigos e quero ouvir algum Metal Sinfônico e não ter que interagir com pessoas em geral, mas eu visto meu uniforme, sorrio e interajo com pessoas em geral, eu sinto falta dos meus looks ‘dark’. Sinto falta das tachinhas, das caveiras, dos elementos góticos, dos spikes e principalmente do preto.

Every Monday morning I wake up in a bad mood and I want to listen some symphonic metal and not have to interact with people in general, but still I wear my uniform, smile and interact with people in general, I miss my ‘dark’ looks. I miss the studs, the skulls, the gothic elements, the spikes and mostly the black.

Slide1Slide2Slide3

Exteriorizar o meu humor é algo que amo fazer, porque me impede de ser desprezível com pessoas que não necessariamente merecem. Todo mundo tem aquele dia em que acorda com o pé esquerdo e eu gosto de me vestir apropriadamente pra ele, assim o dia parece muito mais tolerável e eu adoravelmente mais assustadora Ninja.

Externalize my mood is something I love to do, because it prevents me from being an asshole to people who do not necessarily deserve. Everyone has that bad day and I like to dress appropriately for him, so the day seems much more tolerable and I look adorably scariest Ninja.

large

Amanhã tem Playlist Dark no blog pra dar continuidade ao post de hoje!
Tomorrow there is going to be a ‘Dark’ Playlist on the blog to continue today’s post!

~~I can’t control… I can’t control~~
~~Because I’m shadow…shadow…shadow!~~

Abraço de Urso
Bear Hug

Dryka B.

0 comentários:

Postar um comentário



Dryelli, 24 anos, Maringá, PR